Macrófitas Aquáticas

Erva-de-bicho_-_Polygonum_af._ferrugineum.jpg
Sagit_ria_-_Sagittaria_montevidensis.jpg
Cruz-de-malta_-_Ludwigia_spp..jpg

Macrófitas aquáticas
Macrófita aquática é a denominação utilizada para caracterizar plantas que habitam desde brejos até ambientes verdadeiramente aquáticos. Elas apresentam várias adaptações morfológicas e fisiológicas que as tornam capazes de colonizar os diversos ambientes aquáticos. A distribuição das espécies no ambiente aquático é variável, e dependendo do grau da adaptação da espécie, ela habita regiões mais rasas ou mais profundas. Podem viver enraizadas, com suas partes fotossintetizadoras total ou parcialmente submersas. Outras podem ser flutuantes. Há ainda as espécies que crescem completamente submersas.
O aumento da quantidade de nutrientes (principalmente nitrogênio e fosfato) na coluna d’água, ocasionado pelo despejo de resíduos orgânicos, resulta em um maior crescimento da biomassa de macrófitas aquáticas flutuantes. Na lagoa da Pampulha a espécie Eichornea crassipes (aguapé) pertencente ao grupo das flutuantes, já foi uma planta invasora, mas hoje está sob controle dado o monitoramento constante de sua população.